Carta aberta a um amigo mórmon

FriendShip... A gift of God.
Image by ~FreeBirD®~ via Flickr

Caro X,


Antes de mais quero agradecer-te o apoio e a tua amizade dedicada que me demonstraste ao longo dos anos. Como sabes essa foi uma das razões pela qual o meu filho também se chama …., para ele ver em ti o que um amigo deve ser. Sabes o que para mim foi ser mórmon e os muitos sacrifícios que fiz e as provações por que passei e sempre estiveste ao meu lado e me defendeste. Por isso sou mais uma vez grato como sabes. Ao contrário de muitos mórmons que saíram de Portugal e nunca mais te ligaram, eu sempre te telefonei, escrevi e muitas vezes também te ouvi em momentos difíceis da tua vida e alegra-me em saber que o que fizeste por mim foi retribuído de alguma forma.

O ter abandonado a igreja foi para mim igualmente uma grande surpresa e ao contrário do que muita gente pensa, não procurei em sites anti-mórmons, antes pelo contrário. Sempre parti do http://www.lds.org uma vez que não queria ler nada que contradissesse o que nos foi ensinado. Ao fim de alguns meses comecei a ver certas coisas que me surpreenderam e quanto mais procurava mais encontrava. Tudo com referências de lideres da igreja. Compartilhei as minhas experiências com ex-missionários do meu tempo e outros de outras missões e fiquei espantado como eles já o tinham sabido e vários já tinham abandonado a igreja por esses mesmos motivos. Senti que a Terra desaparecia debaixo dos meus pés, que havia um enorme tremor de terra e eu caia por uma das fendas abertas no chão sem me poder agarrar. Senti-me revoltado não com os membros da igreja mas com homens que se armam em pseudo-lideres e sabendo o que estão a fazer, continuam a enganar pessoas que se entregam de alma e coração e que pagam o seu dízimo com muito sacrifício. Não preciso escrever nomes aqui pois ambos conhecemos vários exemplos de fé e dedicação que calam qualquer um.

Depois de muito investigar, de muito ler, decidi passar tudo para o papel não para me vingar da igreja (embora esta o merecesse) mas para alertar quem esteja a pensar em se filiar do que a pode esperar com o decorrer do tempo, e também os meus amigos (dos quais tu és o primeiro há mais de 20 anos) do que eu descobri. Não para lhes espezinhar e dizer “cambada de burros, deixámo-nos enganar” mas para que não passassem tanto tempo como eu passei para no final descobrirem que é tudo uma fraude. Sim caro amigo, por mais que nos doa e que nos queiramos convencer, o mormonismo é uma fraude e transformou-se numa imobiliária e a sua componente religiosa é hoje em dia uma organização de fariseus onde o que conta são as regras e onde se esquece o fundamental que é o amor ao próximo.

Apesar das muitas ameaças que recebi de membros portugueses depois de deixar a igreja apenas bloqueei uma pessoa que desejou a minha morte. Tal como a Lieve, fiquei surpreendido e ela mesmo disse que esperava isso de toda a gente menos de ti. Se não querias ler os meus mails apagavas, mas bloquear e retirar do grupo de amigos foi, quanto a mim, ir longe de mais. Eu nunca faria isso. Como te disse, isso para mim já não é ser amigo mas sim passar a menos que um conhecido. Mas tu é que sabes. Talvez seja essa atitude ensinada nos novos manuais, nos do meu tempo não era assim.

Não estou a ver o filme ao contrário como disseste que eu estava, mas acho que tenho a obrigação devido a uma amizade e ligação forte que pensava que tínhamos, de partilhar o que tinha encontrado. O que fazias com essa informação não me cabe a mim julgar. Como disse anteriormente, foi toda encontrada em sites da igreja, mas muito escondidinha pois claro.

Ao contrário do que disseste, não me tornei como a minha mãe nem considero que ela ganhou a guerra contra o mormonismo. Ela lutava e não sabia contra quê. Eu não luto contra os mórmons mas a minha luta é dar a conhecer àqueles que me são queridos e que ainda se encontram nessa teia de aranha invisível, a fraude a que dedicaram a sua vida.A fraude porque o mormonismo baseia-se exclusivamente em fraudes ou mentiras lavadas com lexívia para inglês ver. Por muito que doa, a verdade é sempre mas sempre melhor que a mentira ou o status quo. A cada um de escolher onde quer viver. Não sou anti-mórmon, sou sim pró-verdade. Se queres continuar a ser meu amigo és sempre bem-vindo. Se te mando mails é por te considerar meu amigo de verdade e na esperança que, se um dia descobrires o mesmo que eu, veres que os mails te foram mandados como prova da minha amizade. Se não os mandasse estaria a trair todos a quem quero bem.

Como diz em DC 1:4

And the avoice of warning shall be unto all people…”

Talvez um dia te explique porque retirei o resto do “versículo”.

 

 

Advertisements

One Comment Add yours

  1. You are very fortunate to have found and acted upon the truth. Mormonism is a cult and I am convinced that it has been responsible for dragging millions of searching individuals into its web.

    Like

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s